Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2012

Natal

Natal... Um sentimento ao qual, nos faz relembrar o quanto precisamos do próximo pra tudo. Precisamos do nosso chefe para termos um serviço; dos nossos funcionários para termos maior capitalismo. Precisamos dos nossos pais para se desenvolvermos; precisamos dos nossos filhos para nos realizarmos como humanos e assim termos a sensação de realização da vida, procriação.       Este dia nos faz perceber o quanto somos dependentes e promove desta forma a consciência de que outras pessoas também precisam de nós e a única coisa que precisamos ter para assim ajuda-las, é a solidariedade.       Precisamos sim, não apenas no natal, sermos mais solidários e desta forma vivenciarmos uma vida mais comunista. Enfim, que todos estejam a celebrar o natal com muita paz e esperança por dias melhores, mas é claro, que não vivencie o resto de suas vidas apenas com esperanças por dias melhores, mas sim também, com atitudes que promova desenvolvimento em seus planejamentos, até que se tornem concretos.

Proteja-me

Pai, sou uma pessoa como as demais da terra, estou vulnerável a cometer erros, mas por favor, tu me conheceste melhor do que ninguém, e sabe o quanto eu aprendo com os mesmos... por favor, não deixes com que os tais prejudiquem o meu crescimento, mas sim, que sempre promovam o desenvolvimento da minha aprendizagem.
Ambos sabemos que sou uma boa pessoa, então, ilumine o meu caminho e não me desempare, estejas comigo como sempre esteve, pois sem ti sou incapaz de alcançar quais quer que sejam os sucessos existentes. Amo-te meu querido Deus, estejas comigo, me protegendo de todo mal, amém!

Desculpa-me

Desculpa-me pelas tantas vezes que lhe ofereço algo que não sejas do teu agrado. É que fico perdido e acabo não promovendo as escolhas certas para certos casos. Desculpa-me pelas tantas vezes que me mantenho em silencio, é o meu jeito de esconder certas magoas que podem te fazer ficar magoada, pois o meu maior desejo, é nunca lhe deixar decepcionada.
Desculpa-me pelo aumento da minha voz, é uma ação automática da minha personalidade ao se deparar com visões em que não estas entendendo as condições que proponho ou  por estar revoltado com certas atitudes que afeta diretamente no nosso relacionamento.  Desculpa-me pelas vezes em que diminuo os carinhos de homem para mulher, é algo que por mais que eu tente, não consigo corresponder as suas exigências como mulher;  não consigo esconder as minhas preocupações, decepções e medos, onde os mesmos demonstram o quanto sou imperfeito.  
Mas quero que saibas de uma coisa, eu lhe amo muito e não tenho duvida de que isto seja verdadeiro, pois tu não…

Desculpa-me

Desculpa-me pelas tantas vezes que lhe ofereço algo que não sejas do teu agrado. É que fico perdido e acabo não promovendo as escolhas certas para certos casos. Desculpa-me pelas tantas vezes que me mantenho em silencio, é o meu jeito de esconder certas magoas que podem te fazer ficar magoada, pois o meu maior desejo, é nunca lhe deixar decepcionada.
Desculpa-me pelo aumento da minha voz, é uma ação automática da minha personalidade ao se deparar com visões em que não estas entendendo as condições que proponho ou  por estar revoltado com certas atitudes que afeta diretamente no nosso relacionamento. Desculpa-me pelas vezes em que diminuo os carinhos de homem para mulher, é algo que por mais que eu tente, não consigo corresponder as suas exigências como mulher;  não consigo esconder as minhas preocupações, decepções e medos, onde os mesmos demonstram o quanto sou imperfeito.  
Mas quero que saibas de uma coisa, eu lhe amo muito e não tenho duvida de que isto seja verdadeiro, pois tu não …

Fim de 2012

Este ano me marcou em vários sentidos, me trazendo novas experiências em múltiplos aspectos. Não tenho o que reclamar de 2012, pois mesmo diante a tantos medos, mantive-me sempre concretizando os meus sonhos.
Meu coração esta calmo, não tenho motivos que me façam analisar as condições que convívio, mas sim de apenas evolui-lo para que este meu sentimento cresça cada vez mais. Dois mil e doze foi um ano repleto de novas experiências, uma delas foi à mudança do meu emprego... muitos se encontram a contrariar a minha escolha, mas eu mergulhei no meu desejo interno por mudança.
Eu necessito tal mudança, até mesmo prafazer sempre a escolha certa entre tantas oportunidades que ultimamente estou tendo pra crescer. Tenho muita dificuldade em me concentrar, e por isto, das tantas oportunidades existentes, devo concretiza-las uma por uma, até mesmo para saboreá-la com muito apetite, o qual aumenta cada vez mais a minha vontade por aprender.

UMEI Menina Angelica

Jamais me esquecerei de como eu era e o como sou depois destes três anos trabalhado. Eu era um menino ingênuo, inexperiente ao qual, isto promovia dentro de mim uma insegurança que me atrapalhava até mesmo para estar a dialogar com as pessoas.
Eu era muito tímido, e as pessoas, mesmo que por “zuações” em cima da minha timidez, fizeram-me crescer e assim deixar de levar tudo a serio na vida. Devemos sim ter momentos aos quais precisamos brincar uns com os outros e desta forma, criar laços de amizade. Jamais me esquecerei das tantas piadas que ali foram ditas, das palhaçadas que pude estar a ver e até mesmo das intrigas que tentei por alguns momentos correr, mas através destas minhas tentativas de fugas, percebi o quanto é bom para o nosso desenvolvimento humano, enfrenta-las de frente.
E agora, estou a sair... com uma mão fixada no coração e a outra apontada prafrentemente, que quer ver o que posso estar a conquistar mais pra adiante, em outro lugar, com outras dificuldades, enfim, com …