quarta-feira, 21 de março de 2012

O conhecimento te espera

Pare de dizer, o como a vida tem que ser... Pare de ser, o que todo mundo deseja que seja... Seja o que quiser, menos o que não deseja... Deseja tudo, até mesmo viver de outras maneiras, pois a vida não se limita em ser ou deixar de querer, pessoas nascem/morrem a cada segundo, então porque se preocupar com as mesmas? – Vive por ti, viva pelas tuas experiências. Não desista, suas duvidas serão esclarecidas, afinal, a duvida é a sala de espera dos conhecimentos que te esperam.

terça-feira, 13 de março de 2012

O meu tempo

Percebi no decorrer dos dias que o meu sorriso sempre esteve em minha face, escondido, aguardando um comando meu para resplandecer.  Conclui que as minhas lagrimas são normais devido a tantas dificuldades em que estou passando, e com tudo sei que sempre irão existir, mas posso alterá-la como qualquer outra coisa, deixando-a daqui pra frente como lagrimas felizes, não mais motivadas por tristeza.
Eu errei nestes últimos dias esperando que o tempo me desse resposta, mas o tempo é um caminho, e nele devemos continuar andando para assim ter o conhecimento de novos lugares, novas pessoas, novas experiências e afins, novos momentos.
Assim minha metodologia de vida será, andar, cair, levantar e tentar não mais cair onde os ferimentos foram maiores que a aprendizagem.

sábado, 3 de março de 2012

Criar e mandar

Criar e mandar são completamente diferentes no contexto do amor. Posso ate criar regras para a pessoa amada, no intuído de protegê-la e me proteger, para que ambos não sofram e se distanciam, mas mandar é bem diferente, pois daí, não é mais amor e sim obsessão e teimosia. Obsessão da parte de quem manda, teimosia da parte de quem não aceita. No final de tudo, separação é promovida.
Antes de criarmos regras, devemos primeiro refletir se também conseguiremos segui-la, e quando assim aceitarmos uma, devemos analisar se a mesma esta promovendo que sejamos um objeto, ou um ser humano que deve ter limitações para que façam com que nossas vidas sejam mais organizadas e fácies de se realizar os nossos desejam.

Assim seremos humanos

Fecha os olhos, tampe a boca, comece a ouvir o tempo, onde mesmo diante ao atual silencio, ele lhe mostrará o quanto és fortes, determinado e capacitado para ser tudo o que deseja.  Basta continuar com os olhos fechados, não vendo os machucados que a vida te faz, e com a boca isolada, não correrá o perigo de gritar e com isto, afastar as tantas oportunidades de concretizar todos os desejos que carrega dentro da alma.
Não é fácil e jamais será. Os machucados serão freqüentes, as dores continuarão insuportáveis e as vontades de bater e gritar sempre existirão. A vida é assim, uma escola que o quadro é trocado pelos caminhos, o giz pelos pés e o apagador, jamais teremos em nossas mãos.
Não devemos corromper as alegrias dos outros, devemos sim, aprendermos as nos habituarmos constantemente com as mudanças, uma hora tristes, duas outras felizes, três horas reflexivos, quatro horas compartilhando as boas respostas que obtemos das nossas experiências. Assim seremos humanos, assim também veremos bárbaros sendo humanizados.